Páginas

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Palestra “Aplicação do Lean Startup no Desenvolvimento de um Empreendimento” na IV Semana da Empregabilidade e Empreendedorismo da USF - Bragança Paulista

No dia 15 de setembro, segunda-feira, a mentora da Sýndreams Sandra Elisabeth esteve na Universidade São Francisco - Campus de Bragança Paulista, para ministrar a palestra “Aplicação do Lean Startup no Desenvolvimento de um Empreendimento” na IV Semana da Empregabilidade e Empreendedorismo.

O objetivo da palestra foi mostrar ao público (cerca de 60 alunos, de vários cursos) que toda inovação pode ser considerada uma Startup, independente desta inovação acontecer em uma empresa nascente ou em uma grande empresa e que o mais importante é esta inovação trazer resultados para o empreendimento.

 Para que esta segunda parte aconteça, foi discutido que a melhor forma é utilizar-se da metodologia lean startup, ou seja, criar um produto mínimo viável e testá-lo no mercado, com os clientes reais.

 Foram feitas várias perguntas interessantes no final da palestra e a que mais chamou a atenção de nossa mentora foi: “como criar um MVP em uma entidade social?” Como resposta, ela disse que uma boa opção é iniciar o projeto com um pequeno número de pessoas, até mesmo para saber como esse pequeno grupo irá reagir, quais serão as “surpresas” que irão surgir, qual será o melhor processo para o desenvolvimento deste projeto. Depois de tudo pronto, “redondo”, testado e aprovado por esse pequeno grupo (MVP), o empreendedor social poderá ampliar o atendimento, seguindo os feedbacks deste grupo inicial. De acordo com Sandra Elisabeth esta ação irá auxiliá-lo a ser assertivo em seu projeto e a reduzir desperdício de tempo e de recurso com o que for considerado desnecessário por estes clientes.

 O feedback dos alunos da USF - Bragança Paulista sobre a palestra da mentora da Sýndreams Aceleradora foi muito positivo e esperamos poder em retornar em breve.

Abaixo, deixamos algumas fotos do evento:






Sandra Elisabeth é articuladora e mentora da Sýndreams Aceleradora; co-fundadora do GBG-Americana; membro do grupo de pesquisa GIG'S (Grupo de Inovação e Gestão em Saúde); mentora do Lean Startup Machine São Paulo; professora universitária e palestrante.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

IE International Venture DAY São Paulo Brasil

O IE International Venture DAY são uma série de eventos anuais que se concentram em promover o empreendedorismo, dando a oportunidade aos profissionais para desenvolver seus projetos de negócios através de um evento internacional que incentiva a aprendizagem.




Promovido pela IE Business School, o evento contou com apoio de Santader, Livraria Cultural, Valor Econômico, Anjos do Brasil, UK Trade & Investment, Jabuticaba Conteúdo, Digital Factory Brazil, entre outros.


Articuladores da Sýndreams, Sandra Elisabeth e Stéfano Carnevalli

A Sýndreams Aceleradora também apoiou e participou do evento que aconteceu dia 8 de setembro em São Paulo, no auditório do Santander.


Divair, da startup QueroPagarX, acelerada pela Sýndreams

Além de palestras e debates sobre o ecossistema de startups na Europa e no Brazil,  foram apresentados onze projetos ao todo – 6 nacionais e 5 de alunos do Global Executive MBA da IE em Madri.

Frases e fotos:(fonte assessoria de imprensa IE Venture Day)


“Fiquei impressionado com o nível dos projetos brasileiros apresentados. O Brasil tem um mercado enorme, com muitas oportunidades de crescimento. Devemos continuar investindo e estimulando o empreendedorismo social e sustentável”, afirmou o Líder do Departamento de Empreendedorismo da IE Business School Peter Bryant.


“O Brasil mostrou que tem um grande potencial para receber este evento global, pois aqui temos empreendedores com projetos extraordinários que podem ser executados também fora do país. Globalmente reconhecida pela excelência no ensino em empreendedorismo, a IE Business School tem como objetivo seguir estimulando o espírito empreendedor dos brasileiros nas próximas edições do Venture Day em São Paulo”, disse Daniela Mendez, diretora da IE Business School no Brasil.



quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Senado aprova inclusão de 140 categorias no 'Super Simples'


A presidente Dilma Rousseff sancionou no dia 7/8/2014, sem vetos, a lei complementar que estabelece o Simples Nacional, mais conhecido como Supersimples – sistema de tributação diferenciado para as micro e pequenas empresas que unifica oito impostos em um único boleto e reduz a carga tributária. Com a atualização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, cerca de 450 mil empresas com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões poderão ser beneficiadas. Além disso, o Supersimples permite o ingresso de 142 atividades da área de serviços em um novo regime de tributação.

O Supersimples estabelece como critério de adesão o porte e o faturamento da empresa, em vez da atividade exercida. Antes, não podiam participar empresas prestadoras de serviços decorrentes de atividade intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, entre outras. Agora, profissionais como médicos, advogados, jornalistas e várias atividades do setor de serviços passarão a ser contemplados.Com a aprovação do Simples há, ainda, garantia de entrada única e processo integrado para simplificar a abertura e o fechamento de empresas. O governo pretende ainda, com a criação de um Cadastro Único Nacional, diminuir processos burocráticos aos quais os empresários brasileiros tinham de se submeter.



NOVAS ATIVIDADES QUE PODERÃO OPTAR PELO SIMPLES NACIONAL. SERÁ ?

Empresas de diversos setores não contempladas pelo Simples Nacional tiveram uma notícia animadora nesse último mês, a contemplação do regime simplificado. Porém para que essas novas empresas possam aderir ao Simples estarão sujeitas a uma tabela de alíquotas considerada por estas muito elevada, que inviabiliza a adesão ao sistema.

A nova tabela gera na realidade um aumento na carga tributária e não uma redução como todos os empresários estavam prevendo.

No dia 07 de maio de 2014, foi aprovado na Câmara dos Deputados o PLP 221/2012 (Projeto de Lei Complementar), que dentre várias mudanças, a mais significativa foi a entrada de mais 140 novas atividades no sistema tributário simplificado, e a criação do anexo VI.

As novas atividades adeptas ao regime, o projeto prevê a inclusão de:

  1. medicina, inclusive laboratorial e enfermagem;
  2. medicina veterinária.
  3. odontologia;
  4. psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia e clínicas de nutrição, de vacinação 
  5. fisioterapia;
  6. advocacia;
  7. serviços de comissária, de despachantes, de tradução e de interpretação;
  8. arquitetura, engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia;
  9. corretagem;
  10. representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros;
  11. perícia, leilão e avaliação;
  12. auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração;
  13. jornalismo e publicidade;
  14. agenciamento, exceto de mão-de-obra;
  15. transporte fluvial de passageiros e cargas;
  16. outras atividades do setor de serviços, que tenham por finalidade a prestação de serviços decorrentes do exercício de atividades intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, artística ou cultural, que constitua profissão regulamentada ou não.

Portanto, foi criado a nova tabela de alíquotas denominada “Anexo VI",


Receita Bruta em 12 meses (em R$)
Alíquota
De R$ 0,00 a R$ 180.000,00
16,93%
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00
17,72%
De R$ 360.000,01 a R$ 540.000,00
18,43%
De R$ 540.000,01 a R$ 720.000,00
18,77%
De R$ 720.000,01 a R$ 900.000,00
19,04%
De R$ 900.000,01 a R$ 1.080.000,00
19,94%
De R$ 1.080.000,01 a R$ 1.260.000,00
20,34%
De R$ 1.260.000,01 a R$ 1.440.000,00
20,66%
De R$ 1.440.000,01 a R$ 1.620.000,00
21,17%
De R$ 1.620.000,01 a R$ 1.800.000,00
21,38%
De R$ 1.800.000,01 a R$ 1.980.000,00
21,86%
De R$ 1.980.000,01 a R$ 2.160.000,00
21,97%
De R$ 2.160.000,01 a R$ 2.340.000,00
22,06%
De R$ 2.340.000,01 a R$ 2.520.000,00
22,14%
De R$ 2.520.000,01 a R$ 2.700.000,00
22,21%
De R$ 2.700.000,01 a R$ 2.880.000,00
22,21%
De R$ 2.880.000,01 a R$ 3.060.000,00
22,32%
De R$ 3.060.000,01 a R$ 3.240.000,00
22,37%
De R$ 3.240.000,01 a R$ 3.420.000,00
22,41%
De R$ 3.420.000,01 a R$ 3.600.000,00
22,45%


José Humberto Andia, é Contador da Andia Contabilidade e Administração e mentor da Sýndreams Aceleradorahttp://www.andia.com.br/