Páginas

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Um 2016 repleto de comemorações!

Neste ano, mesmo com as turbulências do Brasil, a Sýndreams superou suas metas.

Compartilhamos esses resultados, principalmente, com os empreendedores das STARTUPs que acreditam e trabalham seguindo a metodologia daSýndreams Aceleradora.

Em 2016 continuamos com foco e com a certeza de ampliar resultados para empreendedores, parceiros e investidores.




Boas festas e um 2016 repleto de comemorações!



Informamos que estaremos em recesso a partir do dia 21 de dezembro,
retornando as atividades dia 11 de janeiro de 2016.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Sýndreams apoia eventos que estimulam startups

A Sýndreams Aceleradora participou e apoiou diversos eventos relacionados a startups nesses seus três anos de atividades.

Alguns eventos acontecem periodicamente, outros são ações pontuais, mas sempre com objetivos semelhantes: preparar melhor os empreendedores, aproximando as startups de investidores.

Para a Sýndreams os eventos são uma forma de ampliar o ecossistema de inovação no país e contribuir para formação de novas startups.

O Acelera Startup promovido pelo CAF (FIESP) está em sua 7a. edição e contou sempre com apoio da Sýndreams Aceleradora. Nessa edição foram mais de 4.900 startups inscritas e 300 selecionadas para os dois dias de eventos. Na abertura do evento, palestras e painéis mostraram um pouco do cenário de startup no Brasil. Os empreendedores conversam com mentores de diversas áreas e as suas startups foram avaliadas por investidores.

Painel sobre ambiente de inovação reuniu representantes
de grandes empresas e centros de pesquisas.
Equipe da Sýndreams com Carlos da startup acelerada Fashion Off,
uma das selecionadas para o 7o Acelera FIESP.
Ao todo, 300 startups participaram dessa edição do Acelera.
Um dos focos da aceleradora é aproximar de centros de inovações de grandes empresas. Em novembro a equipe da Sýndreams esteve presente no 1º Evento Business Innovation Mercedes-Benz. Em outubro participamos também do WTC Fórum de Startups com o tema "O papel das Aceleradoras".

Fernanda Bordin (MB) recebe o livro
de Sandra Elisabeth (Sýndreams) 
Presidente da Mercedes-Benz
durante evento de inovação
Além desse perfil de eventos, a Sýndreams têm realizado participação em evento de diversas Universidades particulares, como aconteceu pelo segundo ano a Mostra de Alunos de Administração da Faculdade Dom Bosco em Piracicaba.

Equipe da Sýndreams com coordenadores
da Faculdade Dom Bosco Piracicaba
No evento do Dom Bosco, apresentação da Steel Rack,
a startup acelerada pela Sýndreams nasceu
de um trabalho de alunos da faculdade.
Empreendedores da Steel Rack.

Destacamos ainda a 4a. Conferência Nacional de Investimento Anjo, promovido pela Anjos do Brasil, um evento importante que sempre traz novidades e incentiva o ambiente de startup no país.


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Prepare sua startup para vender mais em 2016

por: Stéfano Carnevalli


O titulo desse artigo se transformará em história logo nos primeiros meses de 2016, pois o objetivo é aproveitar esses  próximos 60 dias para tomar algumas atitudes.



O cenário brasileiro econômico está cheio de incertezas e cheio de consumidores ávidos por adquirir produtos e serviços em oferta.

Comece por você. Faça uma lista de produtos ou serviços que gostaria de comprar no próximo ano, de preferência com um ótimo desconto no preço.

Para as Startups é um momento de grandes oportunidades no Brasil. Principalmente para aquelas que conhecem os desejos dos clientes, que valores são importantes para eles, quais as suas necessidades ocultas e operam de forma enxuta.

O importante é sempre lembrar que todo negócio precisa gerar receita. E quanto antes essa receita gerar lucro, melhor. Ser lean é a regra.

Agilizando, afinal você têm 60 dias, vou listar um passo a passo com uma sugestão do que fazer.

1. Identificar a oportunidade (10 dias)


 

  • Desconecte-se da internet (tudo: celular, tablet, etc)
  • Ande e observe as pessoas, seus hábitos, roupas, o que estão comprando.
  • Converse, escute as pessoas. Familiares, amigos, comerciantes locais.
  • Vá na biblioteca e leia os jornais e revistas impressas. Aproveite para conversar com a(o) Bibliotecária(o), peça uma dica de leitura.
  • Visite locais que não costuma ir: supermercados, feiras-livre, lojas de decoração, parques.
  • Anote no caderno tudo que achar interessante.
  • Leia as suas anotações (quanto mais melhor). 
  • Com essas informações que coletou com certeza alguma oportunidade irá surgir, ou associada a sua startup atual, ou mesmo uma ideia para tirar do papel.
  • Depois conecte-se a internet, pesquise sobre a oportunidade, identifique os concorrentes, parceiros, exemplos do que deu certo e do que deu errado.
  • Principalmente equacione sua oportunidade de acordo com sua capacidade de tempo e financeira (as chances de começar um excelente negócio em 2016 será maior)

2. Planejar (30 dias)



  • Monte o quadro de analise SWOT em cima da ideia e informações que obteve
  • Defina ou ajuste o modelo de negócio
  • Defina seu MVP
  • Defina as metas e estratégias
  • Monte sua planilha financeira (custos, previsão de receita e lucro)
  • Para cada ferramenta converse com um cliente em potencial. Se precisar ajuste.

3. Preparar (20 dias)

  • São 20 dias para fazer o seu MVP e colocar as estratégias em prática. 

4. Start
  • Estamos em janeiro de 2016, agora é só colocar tudo em prática e ir para o mercado vender. 
  • Para cada cliente prospectado faça anotações. Se ele gostou ou não. Se está disposto a pagar pelo serviço. Comprou de primeira. 
  • Com essas respostas é ir ajustando e aproveitando a melhor vantagem de ser uma startup: crescer de acordo com sua capacidade de gerar receita. 

Nesse processo apoio e parcerias são válidas. Amigos, família, mentores ou aceleradoras podem ajudar a alavancar de forma mais rápida e assertiva esse processo.

E uma última frase de incentivo: Tire sua ideia do papel e mão na massa!!!


Dica de livro:




quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Sýndreams no Accelerator Day StartSe Info Money 2015

A Sýndreams foi uma das seis aceleradoras convidadas a fazer parte do Accelerator Day promovido pelo StartSe Info Money em setembro de 2015.


O evento reuniu mais de 200 empreendedores, que durante 10 horas de atividades, tiveram palestras, mentorias e conteúdos relacionados a startups e investimentos.


Um dos responsáveis pela organização do evento, Júnior Borneli (co-fundador do Startse), reforçou na abertura do evento que é uma oportunidade única para que empreendedores de todo Brasil possam vivenciar, na prática, como é o ambiente de trabalho das maiores aceleradoras do país.


A diretora da Sýndreams Aceleradora, Sandra Elisabeth, a convite da organização do evento, realizou um pré-lançamento de seu livro "Transformando ideias em negócios lucrativos: aplicando a metodologia lean startup". O livro publicado em inglês e português, foi escrito com Robisom Calado, especialista em Lean Manufaturing, e editado pela Global South Press (EUA).



Os participantes puderam adquirir os livros e conversar com os autores, além de fotos e autógrafos. Esse é o primeiro livro escrito por autores brasileiros sobre Lean Startup. Agradecimento ao apoio de Guilherme Carnevalli (Booking) e Priscila Bitencourt (Dreamidea), foto abaixo a direita.


A Sýndreams realizou mentoria aos participantes sobre Lean Startup com a especialista Sandra Elisabeth e o articulador da aceleradora, Stéfano Carnevalli ministrou palestra sobre "Investimentos".




O evento contou com mais outras palestras e painéis de debate sobre temas relacionados a empreendedorismo e investimento, destacando a apresentação da Ana Julia Ghirello uma das co-fundadoras do Bom Negócio,  painel com a participação de Marcus Vinicius, Diretor Executivo do COB, entre outras.




Vídeo Resumo do Evento por StartSe

StartSe :: Accelerator Day from João Evaristo Faria Moreira on Vimeo.



terça-feira, 8 de setembro de 2015

Sýndreams esteve presente no Acelera Startup realizado em Bauru, SP

por: Assessoria Syndreams

O Núcleo de Jovens Empreendedores do CIESP em parceria com o Comitê Acelera FIESP (CAF) realizaram a 7ª edição do Concurso Acelera Startup em agosto na cidade de Bauru - SP.



A Sýndreams Aceleradora, mais uma vez, apoiou o evento que teve mais de 500 empreendedores inscritos, sendo 50 selecionados para participar dos dois dias de evento com palestras, mentorias e avaliação das startups.

Sandra Elisabeth, sócia e mentora da Sýndreams ministrou palestra sobre Lean Startup e também participou da avaliação das startups. 


Para Sandra Elisabeth participar do Acelera é uma oportunidade de identificar novos negócios e também poder contribuir com a formação dos empreendedores.

Sandra Elisabeth lança em setembro seu primeiro livro
sobre Lean Startup, confira mais em seu blog
.
Confira mais informações do evento e conheça os finalistas acessando o site do CIESP de Bauru, responsável pela brilhante organização do evento com apoio do CAF. Confira, acesse:



terça-feira, 18 de agosto de 2015

Contos Empreendedores: Os sucessores

Por: Luiz Trivelatto

Revisado para este Blog e publicado originalmente na ÓTICA REVISTA ANO 2014 – Edição 368 – JUL/AGO Seção: Marketing

Fernando já não aguentava mais! Todos os dias tinha que ir para aquela empresa que ele não criou, e que lhe parecia o lugar mais errado do mundo. Aos seus olhos, antiquado, lento para os seus padrões modernos de jovem antenado.  Sofria calado, achando que estava escondendo de todos os funcionários e seus parentes sua insatisfação.

Era do tipo que entrava calado, falava pouco e saía mudo. Para ele era como entrar numa masmorra, sentia-se preso, sufocado, numa penumbra constante. Às vezes achava-se parecido demais com seu pai, e isso o atemorizava. Não sabia porque, mas dava-lhe um aperto no coração que muitas vezes era preciso sair de lá, quase que de repente, sem avisar para onde ia ou quando voltaria.

Mal sabia que tudo aquilo despertava nele sentimentos e emoções de abandono por um pai que sempre justificava sua ausência por causa do trabalho, sua indisposição por causa do cansaço e sua compensação em garantir a segurança e o conforto da família. Na verdade, ambos mal se conheciam. Seus diálogos restringiam-se ao estritamente necessário.

Já com sua irmã Ana Paula, tudo era muito diferente!

Parecia que ele, seu pai, a protegia demais, a mimava o tempo todo, como se ela fosse tão frágil que não pudesse participar do que realmente acontecia à sua volta, fosse em casa, ou na empresa. A ela tudo era permitido, tudo era mais fácil, pensava ele. Até sua sala era mais bonita, tinha mais luz, ficava num lugar mais silencioso e com uma vista muuuito melhor! O que lhe escapava era o que se passava na mente de Ana Paula.

Ela o procurava constantemente, pedindo-lhe atenção para o que julgava serem problemas, e que ele os via como coisas corriqueiras perto do que ele enfrentava com funcionários na linha de produção, na administração, nos atritos com mãe deles na área financeira e com o pai, sempre rejeitando suas ideias. Mas Ana Paula sempre voltava, sem nunca revelar o quanto queria vê-lo mais feliz, sorridente e amigável. Sentia seu coração apertar cada vez que via expressões de descontentamento dos funcionários por causa das atitudes de seu irmão mais velho, mas algo a mantinha ali, ao lado dele e seus pais.

Quem parecia se divertir, sem se incomodar com nada, como se aquele lugar fosse sua própria Disneylândia, com gente sempre sorrindo para ele, doces escondidos em gavetas, sons, luzes e máquinas incríveis era o Guto, irmão caçula e eterno visitante, que às vezes se comportava como se fosse um adulto, e outras como se uma criança em festa de aniversário!

Seu Alfredo e Dona Lurdes, dedicavam-se ao negócio da família 7 dias por semana, com raros domingos em que, antes e depois do almoço em família, não tivessem que discutir problemas, tomar decisões e até dar uma “passadinha” na empresa que poderia tomar-lhes horas!

Mas esse ritmo começava a cobrar seu preço, e tornava-se evidente em ambos o desgaste das forças para o trabalho e da paciência para com o desgoverno das regras impostas pelo “sócio” que retira seus lucros independentemente da empresa tê-los para distribuir.

Numa manhã de domingo, o sol ainda surgindo, ouviu-se um grito que ecoou pela casa. Dona Lurdes havia visto seu marido desmaiado ao pé da cama. Os três filhos correram para seu quarto e tomaram um susto como nunca antes. Enquanto Fernando imediatamente ligava para o hospital, Ana Paula pedia ao Guto que fosse buscar água para sua mãe.

Rapidamente ouviu-se uma sirene, e para alegria da família, o pai dava sinais de que estava bem, um pouco atordoado, mas bem!

Ana Paula não saía de perto da mãe. Fernando parecia um médico de tão controlado e objetivo que estava diante da situação. E Guto, passava a mão nos cabelos de seu pai enquanto falava para ele ficar calmo, que estavam todos alí e logo tudo iria passar.

Feitos os exames, o diagnóstico foi rápido: estafa profunda. Recomendação médica: repouso, boa alimentação e pausa mínima de duas semanas no trabalho para validar novos exames.

Passado o susto, com a família reunida em torno do Sr. Alfredo, Guto surpreendeu a todos dizendo:
- Porque a gente não aproveita e fala pro pai que nós vamos cuidar dele, da mãe e da fábrica?

Ana Paula sorriu e seus olhos se encheram de lágrimas, mas não o bastante para ver que Fernando estava ali, estático, sem saber o que dizer. Caminhou até ele e o abraçou, com tanto carinho que, sem que ele pudesse pensar, atirou-se sobre seu pai e sua mãe, trazendo sua irmã e o caçula juntos, e foi como uma grande libertação para todos, alí, finalmente e realmente próximos um do outro.

Seu Alfredo entendeu que havia chegado o momento: era hora de dizer o que havia construído em sua mente e com sua esposa:
- Filhos, quero dizer o que espero de cada um de vocês a partir de hoje: Fernando, depois de ver você superar a si mesmo nesses anos todos, colocando sua família e a empresa acima de seu ímpeto e seus estudos, que tanto quiseram mudar o que via à sua volta, acredito que agora está preparado para começar a assumir as decisões mais difíceis e importantes. Minha querida Aninha, você é o equilíbrio que sua mãe sempre trouxe até nós, em casa ou na empresa, entendendo e aceitando cada um de nós como somos, e espero que continue assim, mantendo a família unida e levando esse sentimento até nossos funcionários, fornecedores e clientes, mostrando o melhor que temos para cada um deles. E você Guto, meu menino precioso, tem a oportunidade que eu nunca tive de aprender primeiro a me divertir com o trabalho. Aproveite essa alegria que você tem e aprenda tudo que puder sem nunca ter vergonha de qualquer trabalho que faça na nossa empresa ou qualquer outra em que esteja um dia, mas faça sempre o seu melhor, sem ficar se achando melhor que os outros!

Dona Lurdes, olhou firme, mas com ternura, dentro dos olhos de cada um, e sem uma palavra, selou o acordo que faria daquela família um exemplo de união, compreensão e competência  por muito  e muitos anos!

*Todos os personagens são fictícios, baseados no folclore popular.


Luiz Trivelatto atende o setor óptico há 9 anos. É parceiro Abióptica e educador na Fundação Abióptica. Estrategista de mercado, mentor empresarial e palestrante. Já atendeu mais de 100 empresas nacionais e multinacionais da indústria, varejo e serviços, conquistando prêmios de marketing e de gestão de mudanças. É membro atuante em diversas entidades de desenvolvimento do empreendedorismo e têm capacitado profissionais em cursos de MBA nas principais escolas de negócios de SP e RJ. Também atua como mentor da Sýndreams Aceleradora

  linkedin/you tube/skype: luiztrivelatto  -  55 (11) 2359-4390

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Produto mínimo viável (MVP) na prática


Por Sandra Elisabeth

Estudando um pouco mais sobre melhoramento da produção, me deparei com o seguinte gráfico proposto por Slack:




Este quadro tem como objetivo apresentar as zonas de prioridades de melhoramento em uma empresa com base na importância deste para o cliente x seu desempenho no mercado (comparado à seus concorrentes).

A matriz mostra que as empresas que estão na área vermelha não conseguem atender as necessidades dos clientes e ainda tem um desempenho abaixo de seus concorrentes. Precisam melhorar urgentemente.

Já as empresas que estão na área verde atendem bem a demanda dos clientes, mas ainda estão piores que seus concorrentes, precisando melhorar alguns pontos.

Empresas que se encontram na área branca, conseguiram agradar os clientes e são melhores que seus concorrentes. Precisando apenas manter-se em estado de melhoria contínua.

Até aqui tudo bem! Conseguimos compreender e acreditar que as empresas que mais precisam fazer alguma coisa para mudar são as que se encontram na área vermelha!

Mas, esta pode ser uma visão equivocada da matriz.

As empresas que ficam na área azul, de acordo com a metodologia lean startup, são as que precisam mudar com mais urgência. Porque? Simples: elas são muito melhores que seus concorrentes, mas não conseguem atender as necessidades dos clientes. Ou seja, são melhores naquilo que para o cliente não faz diferença nenhuma.

Desta forma, a empresa está desperdiçando recursos que poderiam ser usados no atendimento efetivo da necessidade do cliente!

Isto significa que a empresa investiu tempo e dinheiro para não oferecer nada a mais para seu cliente. Um exemplo bem simples: um restaurante faz uma reforma incrível em sua cozinha, troca os móveis, deixa o espaço para o cliente maior e mais confortável e não treina a equipe de garçons e como resultado um dos garçons derruba comida na roupa do cliente no momento de servi-lo. Pergunto: O que é mais importante para o cliente deste restaurante? Sair com a roupa limpa (ser bem atendido) ou sentar em uma cadeira nova?

Vejam, treinar a equipe também requer investimento. E neste caso específico era melhor gastar este recurso com o treinamento (que é importante) do que com cadeiras novas (que não farão o cliente voltar se ele foi mau atendido).

Não estou dizendo que as empresas que se encontram abaixo da linha da fronteira interior de aceitabilidade não precisam fazer nada! Elas precisam sim melhorar. Apenas estou chamando a atenção para um outro ponto de vista sobre a mesma matriz.

Quando falamos em lean startup de um MVP, o que estamos buscando é o produto inicial que se encaixe perfeitamente dentro da área branca.

Voltando ao exemplo do restaurante, de repente podemos iniciar um com 4 mesas e uma pequena cozinha, mas com uma equipe extremamente qualificada e pronta para atender corretamente seus clientes.

Se formos medir, este restaurante de nosso exemplo, ficaria na média ou um pouco abaixo que os concorrentes no quesito espaço físico, mas é algo que nossos clientes não se importam tanto (desde que esteja limpo, é claro). E estaríamos superiores no atendimento, que é algo muito importante para nosso público.

Por isto empreendedores, cuidado com o uso dos recursos. Eles são escassos! E quando mal investidos, se tornam gastos e não nos oferecem nenhum retorno!

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Em época de crise o que é melhor? Aumentar o faturamento ou o lucro?

Por Sandra Elisabeth

É fato que sabemos a diferença entre
  1. faturamento (somatória de todo o valor monetário recebido pela empresa) e
  2. lucro (o dinheiro que ‘sobra’ depois de pagar todas as contas, o ganho do empreendimento).

Mas, o que importa é em momentos de crise como o que estamos passando decidir: aumentar o faturamento ou o lucro?



Claro que é possível aumentar os dois! Mas, o que percebemos em 2014 foi que as empresas cresceram muito pouco seu faturamento e diminuíram significativamente seus lucros. Não sou eu - Sandra Elisabeth - quem está falando isto; são os números!

Na revista Exame Melhores e Maiores edição 2015 nos é apresentado muitos números que comprovam isto. Na página 59 é possível perceber que o faturamento total nas grandes empresas cresceu em média 2,1% enquanto seus lucros “cresceram” -34,1%.

Isto significa que para continuar vendendo, estas empresas tiveram que diminuir suas Margens de Contribuição, ou seja, seus custos fixos e variáveis foram aumentados, mas preferiram não repassar tudo para o cliente final.

Parece conta de gente maluca: afinal os preços estão cada vez maiores…Sim, sem dúvida, mas pelos resultados isto significa que se as empresas fossem manter a margem de lucro que tinham antes da crise, provavelmente estaríamos pagando muito mais caro por nossos produtos (pelo menos 34,1% à mais).

Os grandes empreendimentos ainda conseguem ter fôlego de caixa, diminuir sua lucratividade e continuar crescendo as vendas. Assim, quando a crise passar, tudo volta ao normal.

Mas, e os pequenos empreendedores? O que fazer? Nem sempre eles têm fôlego de caixa para tomar esta decisão!

Nestes casos, o melhor a se fazer é buscar o aumento da lucratividade, nem que para isto precisemos diminuir o faturamento.

Exemplo:
Um empreendedor que fatura $1.000 e tem um lucro final de $200, significa que teve 20% de lucro sobre o faturamento. Em momentos de crise, se ele decidir, por exemplo faturar $500 (significa vender menos, mas principalmente - produzir menos, ter menos custo, menos funcionários, etc) e ter um lucro de $125, ele passa a ter 25% de lucro.

Enxugar a linha de produção e os custos, pode sim aumentar a margem de contribuição de cada produto individualmente. Produzir menos produtos, significa reduzir a oferta. Quando se reduz a oferta e se tem uma alta demanda, a tendência é o preço ficar mais alto (lei da oferta e demanda).

Isto pode aumentar a vida dos pequenos empreendimentos, e aumentando a vida das pequenas empresas, temos mais famílias trabalhando e girando a economia.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Sýndreams apoia 6º Acelera Startup promovido pelo CAF FIESP

por: Assessoria Syndreams

O Comitê Acelera FIESP (CAF) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) realizou a 6ª edição do Concurso Acelera Startup nos dias 16 e 17 de Junho de 2015.


Ao total foram mais de 1200 empreendedores inscritos, sendo 250 selecionados para participar dos dois dias de evento nas categorias Água, Energia e Segurança. Nos dois dias de evento os empreendedores participaram de palestras e mentorias para melhorarem suas apresentações.


A Sýndreams Aceleradora, com sede em Santa Bárbara d'Oeste-SP, foi uma das apoiadoras do evento onde contribui na mentoria às startups participantes e da banca de seleção que definiu os finalistas e ganhadores do concurso.


Para Sandra Elisabeth, Diretora da Sýndreams e Professora da USF (Universidade São Francisco), realizar mentoria no Acelera é uma ótima oportunidade para conhecer novas startups e perceber o desenvolvimento dos empreendedores. "Apoiamos o evento desde sua primeira edição, e é uma forma de ajudar empreendedores a melhorar suas ideias, produtos ou serviços, além de uma possibilidade de gerar bons negócio", comenta Sandra. 



Bruno Ghizoni e Marcos Lorençani, diretores do CAF da Fiesp, anunciaram os finalistas em cada categoria e informaram que 50% de todos os inscritos no Acelera Startup possuíam CNPJ, o que mostra que o número de formalização das startups aumentou nos últimos anos.




Após avaliação dos investidores, Sylvio Gomide e Nathalia Freitas S. Martins de Britto, diretores do CAF anunciaram os vencedores.



Categoria Energia  - Somatec Blocking
O retentor eletromagnético Somatec Blocking é uma tecnologia nacional que garante a redução do consumo de energia através, entre outras coisas, da eliminação dos efeitos das elevações de tensão e dos efeitos das descargas atmosféricas. Além da redução do consumo de energia, há uma ampliação da vida útil dos equipamentos elétricos e eletrônicos.



Categoria Água – Ectas 
A Ectas tem projetos em reúso de água, com estações ultra-compactas de alta-performance que tratam a água de chuva e de esgoto e distribuem para residências e pequenos negócios.

Categoria Segurança – Altave
A empresa desenvolve tecnologias aeronáuticas, em especial plataformas mais leves do que ar. Em 2012 a empresa lançou o Altave Horizonte, balão cativo para videomonitoramento e o Altave Cob, focado em telecomunicações. Depois de testes com o Batalhão de Operações Especiais (Bope)  e com o  Exército no Rio de Janeiro,  São Paulo, Pernambuco e Minas Gerais, a Altave foi selecionada para oferecer seu mais novo modelo, o Altave Omni, para a segurança das Olimpíadas 2016, no Rio, superando soluções estrangeiras.



Após o evento foi promovido um Happy Hour que permitiu um networking entre empreendedores, investidores e mentores.


A 6º edição do Acelera Startup promovido pelo CAF FIESP foi destaque em vários jornais, revistas e também destaque no Jornal Nacional. (clique e assista reportagem no site da Globo)



Saiba mais sobre o Acelera Startup, acesse: http://hotsite.fiesp.com.br/acelera/


Reportagens também em: