Páginas

terça-feira, 27 de março de 2018

Diretor da Sýndreams fala sobre Tendências do Mercado na reunião mensal do NJE – CIESP Sta. Bárbara

Por Sýndreams


Na última terça-feira (20/03) aconteceu na UNIMEP de Sta. Bárbara D’Oeste a reunião mensal do NJE – CIESP da cidade.

O coordenador do NJE, Daniel Monaro, que também é professor da UNIMEP realizou o encontro mensal do Núcleo Jovem Empreendedor na universidade com o intuito de integrar os alunos com os empresários, demonstrando as possibilidades do mercado em empreendedorismo e intraempreendedorismo.


A palestra principal foi feita pelo diretor da Sýndreams Aceleradora, Stéfano Carnevalli, que apresentou um pouco das Tendências do Mercado.

Durante a apresentação ele frisou que as tendências apresentadas já estavam acontecendo e são realidade para muitos países mais desenvolvidos, como por exemplo, a impressão de casas em 24 horas realizada por duas empresas americanas.

Ao final da palestra Stéfano Carnevalli apontou que só sobrarão no mercado as empresas e empreendedores que estiverem preparados para este futuro!

terça-feira, 20 de março de 2018

Ecossistema de Empreendedorismo: acelerando sua startup

Por Sýndreams


No dia 19 de março, aconteceu na UNIMEP de Sta. Bárbara o encontro “Ecossistema de Empreendedorismo: acelerando sua startup”.

Auditório UNIMEP
Com o apoio do CAF (Comitê Acelera FIESP), da Sýndreams Aceleradora de Startups e Empresas, da UNIMEP, do CIESP de Sta Bárbara e da Incubadora de Empresas José João Sans foi possível apresentar aos empreendedores da região algumas informações importantes do ecossistema empreendedor brasileiro.

Na abertura do evento, os diretores do CAF, Fernando Seabra e Marcus Maida, apresentaram os resultados obtidos nas 18 Etapas do Concurso Acelera Startup Fiesp. Os números confirmam a importância do Concurso Acelera Startup e o coloca como o maior da América Latina.

Fernando Seabra - Diretor CAF; Bruno Aguiar - Representante Incubadora de Empresas Sta. Bárbara; Rafael Razuk - Coordenador Engenharia Elétrica UNIMEP; Marcus Maida - Diretor CAF; Sandra Elisabeth - Diretora Sýndreams Aceleradora; Stéfano Carnevalli - Diretor Sýndreams Aceleradora; Edgar Brito - Profº UNIMEP e Manoel Mendez - Profº UNIMEP

O evento contou também com a apresentação dos seguintes temas:
  • "Ecossistema de empreendedorismo"com Marcus Maida – representante do CAF 
  • "Pilares da Criação - Pitch” com Fernando Seabra – diretor do CAF 
  • "Lean Startup" com Sandra Elisabeth – mentora e diretora da Sýndreams Aceleradora
A mensagem principal deixada pelos palestrantes foi a de que o empreendedor é a peça chave do empreendimento, ou seja, ele é que precisa dar o start sabendo que também precisará investir em sua ideia e que sozinho não conseguirá chegar em lugar nenhum!

A seguir algumas fotos do evento:

Evento apresentado por Stéfano Carnevalli.


Fernando Seabra e Marcus Maida
Resultados Concurso Acelera Startup FIESP

Marcus Maida
Ecossistema de Empreendedorismo

Fernando Seabra
Pilares da Criação - Pitch

Sandra Elisabeth
Lean Startup


terça-feira, 13 de março de 2018

Aceleração da inovação

Por Sandra Elisabeth


Algumas pessoas me questionam sobre os impactos da inovação e chegam até a duvidar da velocidade de mudança do mercado.


O fato é que a inovação não é algo novo, sempre existiu; a diferença, claro, está na diminuição do tempo entre o desenvolvimento da tecnologia e seu uso no mercado, como apresentado no quadro abaixo:




E além da velocidade entre desenvolvimento da tecnologia e seu uso no mercado, temos outro dado importante: o tempo que esta inovação levou para atingir 50 milhões de usuários.

Observe:




Entenda que a cada ano que passa a velocidade do uso da tecnologia por um grande número de pessoas aumenta mais e mais.

Não é uma tendência nova! Algo específico de uma geração! É a história fazendo história...

Existem coisas que não tem volta e por exemplo, a inovação, a indústria 4.0 e a impressão 3D de absolutamente tudo (de brinquedo à casas) já é realidade.

E como já disse em posts anteriores, as empresas que não se adaptarem, não inovarem infelizmente irão fechar suas portas!

quarta-feira, 7 de março de 2018

O processo de marketing

Por Sandra Elisabeth

É interessante o quanto alguns empreendedores se preocupam em ampliar a propaganda de seus produtos e serviços. Eles imaginam que a consequência lógica disto é o aumento das vendas, do faturamento e do lucro!


Digo “imaginam”, porque nem sempre aumentar os investimentos na comunicação do negócio trazem estes resultados. Pense no pior restaurante que você já visitou. Qual a probabilidade de almoçar nele novamente? Pouca, nenhuma... E se este mesmo restaurante passasse a fazer propaganda na TV em horário nobre, você passaria a almoçar nele de novo? Acredito que não!

Observe que em um curto espaço de tempo este restaurante poderá até receber um grande números de clientes, mas se ele não mudar o atendimento, a higiene, a qualidade, etc. estes ‘novos clientes’ também não voltarão mais!

Entendem o porquê a propaganda (pura e simples) não resolve a falta de clientes?

Nestes casos, o mais adequado é utilizar corretamente as estratégias de marketing (lembrem-se dos 4 P’s: produto, preço, promoção, praça) seguindo o passo a passo do processo de marketing, proposto por Kotler (2014):




1. Entender o mercado e as necessidades e os desejos dos clientes

Qualquer semelhança com a formulação do Canvas não é mera coincidência! Saber quem é o seu cliente e o que ele compra ajuda a formatar a estratégia mais adequada e que irá atingir as metas e objetivos esperados.

2. Elaborar uma estratégia de marketing orientada para o cliente

De nada adianta saber quem é o seu cliente se a estratégia desenhada não se encaixa com as necessidades e desejos dos clientes! Se seu cliente busca por qualidade, tenha um produto de qualidade (não apenas ‘diga’ que tem).

3. Desenvolver um programa de marketing que proporcione valor superior

Significa que não adianta simplesmente copiar o que seu concorrente faz! É preciso ir além e atender com exatidão o que o cliente espera.

4. Construir relacionamentos lucrativos e criar a satisfação do cliente

Parece lógico, mas nem sempre é! Oferecer produtos para teste ou gratuitos com o intuito de cobrar depois não é inteligente. O cliente se sente enganado. O melhor é desde o inicio estabelecer os critérios de precificação adequados para a empresa e cliente.

5. Capturar valor dos clientes para criar lucros e valor do cliente

O processo de marketing é um ciclo contínuo. Toda a resposta que se tem deve-se usar para melhorar a estratégia e ampliar os resultados.

Nem é tão difícil assim!

Acho que o mais complicado tem sido convencer os empreendedores que marketing é muito mais que propaganda e envolve a empresa como um todo!